DICAS PARA SER UM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE DE EXCELÊNCIA

No final da década de 80, o Ministério da Saúde criou o programa de agentes comunitários de saúde, começando por algumas regiões do Brasil como Distrito Federal, São Paulo e regiões específicas do Nordeste. O programa deu muito certo e a partir de 1994, se tornou um braço forte de outro programa, o Programa Saúde da Família.

Hoje os Agentes Comunitários da Saúde no Brasil são milhares, que atuam em várias frentes da área da saúde e orientação das famílias, em todo território Nacional. Nesse artigo, vamos falar sobre dicas para ser um agente comunitário de saúde de excelência, sendo um profissional preparado para os desafios e em prol de um Brasil mais saudável e feliz.

HISTÓRIA SOBRE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE NO BRASIL

Em muitas regiões do Brasil, o difícil acesso ao sistema público de saúde, além das precariedades de muitos locais que não tem saneamento básico e expõe as pessoas diante de diversas doenças, fez com que o Brasil começasse a se mobilizar a partir da década de 60 e 70, em buscar alternativas para atingir todas as pessoas e localidades, e levar tratamento médico, orientações e saúde.

Assim os Agentes Comunitários de Saúde começaram a atuar, indo a todos os cantos do Brasil e oferecendo serviços básicos de saúde, além de orientação, coleta de dados e confiança para todas as pessoas.

ATRIBUIÇÕES DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

O profissional Agente Comunitário de saúde, exerce as seguintes funções em seu trabalho social:

  • Coleta dados sociais, econômicos, culturais e sanitários;
  • Registra nascimentos e óbitos na região;
  • Registra doenças e faz vigilância epidemiológica;
  • Acompanha gestantes e incentiva ao pré-natal;
  • Incentiva o aleitamento materno;
  • Garante e cumpre o calendário de vacinação das crianças e adultos;
  • Promove debates e discussões da população, sobre melhorias necessárias na região tanto na saúde quanto no meio ambiente;
  • Promove e exerce atividades básicas de saúde entre outras obrigações.

DICAS PARA SER UM PROFISSIONAL AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Com tantas atribuições, o Agente Comunitário de Saúde sabe bem que seu trabalho não é nada simples, já que terá que lidar com o público e estar exposto a doenças e situações de alto risco. Mas apesar dessas situações, é um trabalho gratificante, onde receberá muito carinho e reconhecimento, e poderá lutar pela melhoria da onde vive e da vida de outras pessoas.

Saiba ouvir

O Agente Comunitário as vezes deverá agir como um psicólogo, que se dispõe a ouvir as queixas e também as tristezas de pessoas que estão em situações difíceis de vida e saúde. Por isso para ser um bom profissional, o Agente tem que saber parar e ouvir e não apenas orientar, pois muitas vezes é só o que as pessoas precisam para viverem melhor.

Não se intimide diante da violência e injustiça

É muito comum que Agentes Comunitários as vezes se deparem com desafios como encontrar uma família que sofre de abusos e violência, e nesse caso é fundamental que acione a polícia, principalmente quando sentir que existe riscos contra a própria integridade física. O Agente precisa ser a voz das pessoas mais humildes, ante a face da injustiça.

Manuseie todos os equipamentos com cuidado e garanta a própria saúde

garanta a própria saúde

O Agente Comunitário de Saúde está exposto a vários tipos de doenças contagiosas e virais e precisa estar com a saúde em dia. Cuide-se, mantenha os exames sempre atualizados e procure usar todos equipamentos necessários como luvas, máscaras e vestimenta adequada, para que tanto passa credibilidade em seu trabalho, quanto garanta a própria segurança.

Qualifique-se

O Agente Comunitário de Saúde pode estar enfermagem um fazer cursos gratuitos e cursos gratuitos com certificado, para se preparar para o mercado de trabalho e se tornar um profissional adequado. Estar preparado para os desafios dessa profissão é essencial, para oferecer um trabalho de qualidade para todas as pessoas.

Deixe um comentário